Segunda, 20 Junho 2016 00:00

Vicentina completa 29 anos mas sem comemoração devido a crise

Escrito por  Renata Volpe Haddad
Avalie este item
(0 votos)

Vicentina, distante 255 km de Campo Grande, comemora nesta segunda-feira (20) 29 anos de emancipação político-administrativa. Porém, segundo informado pelo prefeito Hélio Sato (PR) não haverá festa para comemorar a data.

Segundo informado por nota, o prefeito alega que não vê essa possibilidade, já que os recursos para realização dos mesmos são oriundos dos cofres públicos. "Diante da crise que estamos passando não podemos comprometer os serviços essenciais e os festejos acarretam uma quantia alta de recursos deixando-nos em uma situação complicada para custear essa demanda".

Outra dificuldade para realização da festa este ano é o fato das chuvas torrenciais terem danificado as estradas vicinais e várias pontes do município dificultando o acesso dos produtores as propriedades e o trânsito de máquinas agrícolas.

Praça Central Padre José Daniel. Segundo pesquisa do IBGE de 2008, o município tem 5.787 habitantes. (Foto: Rogério Sanches/ Fátima News)

Praça Central Padre José Daniel. Segundo pesquisa do IBGE de 2008, o município tem 5.787 habitantes. (Foto: Rogério Sanches/ Fátima News)

História - Situada às margens do rio Dourados, os primeiros ocupantes do município em 1951, foram principalmente migrantes do interior paulista que vieram atraídos pela excelente qualidade da terra.

Desde 1963 começaram a ser feitos os primeiros desfiles para aumentar a animação e a cultura do povo Vicentinense. Naquele tempo não tinha muitas alegorias e sim mais pelotões de alunos. Os desfiles eram feitos nas ruas ainda cheias de mato, mas já com bastantes casas.

No decorrer dos anos, novas casas foram sendo construídas, estas de madeiras e telhas que eram transportadas de carroças puxadas por boi. Em 1965, foi feita a primeira montagem de uma caldeira que pertencia a João Kintschev com a finalidade de industrializar madeiras para a fabricação de moradias e de casas comerciais em Vicentina.

O núcleo urbano se expandiu e foi levada a categoria de distrito, daí em diante foi quando aconteceram plebiscitos, já que grande parte dos eleitores tinham mudado e outros haviam falecidos, não havia quorum, mas com as pressões das lideranças políticas, o Governador Garcia Neto (MT), fez com que através da Lei n.º 4.999 tornando Vicentina em município.

Em 1986, a Associação de Amigos foi criada visando a independência do município e em 1987, o ex-governador Marcelo Miranda sancionou a lei n.º 725 de 20/06/87 emancipando Vicentina.

Lido 146 vezes